Meu primeiro MVP Global Summit

Fala galera!

Depois de quase dois meses finalmente estou escrevendo sobre o MVP Global Summit porque realmente foram dias bem corridos e consegui fazer uma parada nas férias para compartilhar esta experiencia com voces.

Para quem não sabe fui nomeado Microsoft MVP in Visual Studio & Development Tools em outubro e isto me trouxe diversos benefícios, entre eles o de participar do Summit. Mais informações sobre o programa neste excelente podcast da Lambda3.

Sobre a viagem

Em primeiro lugar acho bom deixar claro que foi minha primeira viagem internacional. Imagine voce receber a noticia em outubro que poderá viajar para os Estados Unidos em novembro?

Muita gente acaba não conseguindo por não ter a documentação necessária: passaporte e visto americano.

Por sorte, por outros motivos, iniciei meu processo de pedido do visto bem antes, tanto que minha entrevista foi tres dias após minha nomeação e tenho de dizer que isto foi fundamental.

Digo isto pois um dos benefícios é uma carta da Microsoft para ser apresentada no consulado e na imigração. Coloquei-a como a primeira dos documentos e minha aprovação foi quase que automática.

Feito isto comprei as passagens, confirmei a participação no portal exclusivo para o evento e comecei a me preparar para o grande dia.

Não tenho nada a dizer sobre a viagem. Foi bem tranquila, tive todo apoio tanto dos funcionários das empresas quanto dos amigos MVPs que estavam comigo em Guarulhos e na volta em Seattle.

Mas tenho de dizer quea viagem é bem longa e que por ser a primeira vez, e comprando a passagem tão em cima, o trajeto não foi o melhor.

A cultura

Nós brasileiros somos muito assistencialistas. Mal chego a uma esquina e já vem alguem querendo me carregar para o outro lado, se entro em uma loja ja acham que estou no lugar errado e outras coisas.

Lá eles te deixam livres para fazer as coisas e a menos que voce solicite ajuda eles não te interrompem. E quando voce o faz, são extremamente solicitos.

Me impressionei com Belevue onde fiquei hospedado. A maioia dos semaforos são sonoros, as calçadas de uma regularidade assustadora, tudo realmente feito com muita acessibilidade.

O atendimento nos hotéis, restaurantes, lojas e afins foi impressionante. E a menos que eles tenham fingido bem, consegui me comunicar em ingles com muita desenvoltura.

O destaque fica para a ultima noite onde decidi ir para uma lanchonete sozinho. Coloquei o destino no Google Maps e deixei que ele me guiasse. Em determinado ponto não entendi as instruções, isto porque tinha de cruzar uma estrada, e por isto não havia sinal sonoro. Prontamente fui auxiliado por um rapaz que me deixou na porta da lanchonete. Lá fui muito bem atendido pel garçonete que foi bem atenciosa e depois voltei pro hotel em um concorrente do Uber já que havia ganhado descontos. Dificilmente faria isto em uma cidade desconhecida aqui no Brasil com tanta facilidade.

Outro ponto forte foi dividir o quarto com um estrageirestrangeiro. Bin Matsui é um MVP do Japão e foi muito interessante conversarmos antes e depois dos dias de evento. Espro de verdade reencontra-lo em próximas edições.

O evento

Foram vários dias de evento que iam desde keynotes até reuniões de feedbacks de funcionalidades. É muito bom ter este acesso antecipado as informações e poder se preparar, e até mesmo contribuir pra que elas sejam entregues da melhor forma possível.

Fiquei sabendo com mais de uma semana de antecedencia dos lnçamentos que rolariam no [Connect]Connect]4 e coisas que ainda nem tiveram preview publico ainda.

Tiveram todo um cuidado e me fazer sentir parte daquilo. Recebi materiais por e-mail para acompanhar as palestras e todos os organizadores queriam saber se eu estava tendo a melhor experiencia possível.

Tive oportunidade de conhecer a [Julie Lerman]Julie Lerman]5, James Montemagno, Scott Hanselman e trombei milhares de desenvolvedores que sigo atempos.

Mal vejo a hora que chgue a edição de 2017!

As festas

Logicamente que tivemos algumas festas onde pudemos fazer bastante network. Foi uma grande oportunidade para conhecer outras culturas.

A primeira delas teve inclusive um band-o-ke onde uma banda muito boa acompanhava os MVPs que soltavam a voz. Nem arrisquei pois a galera que foi lá era super profissional.

Agradecimentos

Quero agradecer a todos os MVPs que me ajudaram na viagem e dizer que sou muito feliz em fazer parte deste grupo tão seleto.

Até a próxima!

Anúncios

2 comentários em “Meu primeiro MVP Global Summit

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s